segunda-feira, 26 de junho de 2017

Reunião do Conselho Municipal de Saúde de Maricá dia 29 de junho (Quinta Feira) às 14 :00

"A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições"

Reunião do Conselho Municipal de Saúde de Maricá dia 29 de junho (Quinta Feira) às 14 :00 Horas na Câmara de Vereadores de Maricá. 

Recomendamos várias vezes que todas as reclamações  por mínima que seja em  relação a rede hospitalar de Maricá ou seja   (Hospital Conde Modesto,  UPA de Inoã e Postos de Saúde ) devemos encaminhar ao  Conselho Municipal de Saúde de Maricá.

 Na próxima Quinta Feira dia 29 de junho haverá reunião do Conselho às 14 : 00 na Câmara de Vereadores de Maricá. Participe. 

Seja um cidadão atuante na busca de seus direitos que a Constituição determina. 
                     
Queremos clareza e transparência por se tratar de nossos impostos revertidos no que deveria ser o melhor atendimento do SUS na área da Saúde. 
 O bom ou mal atendimento depende da nossa atuação e representatividade atuante junto ao Conselho Municipal de Saúde de Maricá.

 Se nossos questionamentos ficarem apenas entre nossos vizinhos ficaremos na obscuridade.

No decorrer das últimas semanas a população de Maricá foi informada através da mídia  que o Conselho Municipal de Saúde de Maricá através seus Conselheiros são nossos representantes legais  na fiscalização e implementação das verbas  que chegam a Maricá por repasses do SUS e  todas as demandas e questionamentos vão desde um atendimento inadequado ao público como no funcionamento na rede  (Hospital Conde Modesto Leal, UPA de Inoã e Postos de Saúde).

Nas assembleias mensais as demandas enviadas pelo usuário do SUS são apresentadas e debatidas pelos conselheiros e alguns casos que se julgados  necessários seguem para o Ministério Público de Maricá e alguns inclusive para o Ministério Público Federal.

A Constituição nos ampara? 

O direito que consta na Constituição o de amparar o cidadão depende única e exclusivamente de nossa união na busca da execução o que determina a Lei Nº 8.080.   

 LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990.Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

DISPOSIÇÃO PRELIMINAR

Art. 1º Esta lei regula, em todo o território nacional, as ações e serviços de saúde, executados isolada ou conjuntamente, em caráter permanente ou eventual, por pessoas naturais ou jurídicas de direito Público ou privado.

TÍTULO I

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 2º A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício.

§ 1º O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário às ações e aos serviços para a sua promoção, proteção e recuperação.

Maiores detalhes: 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8080.htmdetalhes: 

https://marialopesetemastransversais.blogspot.com.br/2017/06/a-saude-e-um-direito-fundamental-do-ser.html

Maria Lopes de Andrade
Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 - RJ
Radialista,
 Parapsicóloga Clínica, Acupunturista,Reikiana Master, Homeopata Metafísica ( Coordenadora de Estagio do Curso de Extensão em Homeopatia da Faculdade Federal de Viçosa- MG/ Reg: Livro 10, Nº 21615,Folha 193 v).,Participei do CBO 2000 a convite do MTE



segunda-feira, 19 de junho de 2017

Iluminação Pública deveria ser Qualidade de Vida.

Iluminação Pública deveria ser classificada como

Qualidade de Vida.


Imagine andar pelas ruas da cidade sem nenhuma luz para clarear o caminho? É o que acontece quando ocorrem, por exemplo, os blackouts, que deixam a população completamente desorientada, como se estivesse beirando o Apocalipse. É por esse e outros motivos que é difícil imaginar a vida sem iluminação pública.

Acredite se quiser mas esta imagem é de um poste.







Observem a transmissão da rede como é realizada.




                          Observem que além deste que os "técnicos denominam poste" ao fundo todos os outros são totalmente inclinados. 

                                     Mas porque a Maria Lopes esta falando de Iluminação Pública? 

             Aos amigos e leitores que me acompanham digo que iluminação pública deveria estar

classificada como melhor qualidade de vida. 

Descaso do Poder Público de Marica Rua 129, Rua 130 e Av. Beira Mar e entorno no Jardim Atlântico.

  
Os reparos por atos de vandalismo representam um custo de R$ 20 mil mensais para a concessionária, apenas em Londrina.
http://bloghipertexto.blogspot.com.br/2010/05/como-surgiu-iluminacao-publica.html
video

Imagem realizada sob a ótica do comtribuinte de impostos.

Como ter saúde e bem estar em Itaipuaçú?

Sem Saneamento.

Sem distribuição de Iluminação adequada.

Não existe qualidade de vida.


MOÇÃO DE REPÚDIO

Moção 001/CMSM/2017
MOÇÃO DE REPÚDIO

Os participantes da Plenária da Pre-Conferência de Saúde da Mulher, realizada em 25 de abril de 2017 e os membros do Conselho Municipal de Saúde de Maricá, com base em suas competências regimentais e nas atribuições conferidas pela Lei Municipal nº 1.704, de novembro de 1990, Lei Federal nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990, e pela Lei Federal nº 8.080, de setembro de 1990, aprovaram, por unanimidade, encaminhar MOÇÃO DE REPÚDIO à Bancada de Deputados Federais e Senadores, pela Proposta de Emenda Constitucional (PEC 287), apresentada pelo Presidente Michel Temer. A PEC altera regras referentes aos benefícios da Previdência e da Assistência Social para prejudicar a trabalhadora brasileira.
A reforma proposta promove, na verdade, o desmonte da Seguridade Social, especialmente dos regimes de Previdências Públicas (Regime Geral da Previdência Social e Regimes Próprios de Previdência Social), que passarão a não garantir condições de aposentadoria para a maioria da classe trabalhadora. Apoiada em um postulado antipopular, a PEC 287 estabelece a idade mínima para aposentadoria em 65 anos, para homens e mulheres, prejudicando especialmente as mulheres e categorias como professores e trabalhadores rurais. A PEC também estabelece o período mínimo de 25 anos de contribuição e modifica a forma de cálculo de todas as aposentadorias, promovendo uma real redução dos valores a serem pagos. Para ter direito à aposentadoria integral, as trabalhadoras terão que contribuir durante 49 anos. Para o povo trabalhador, o aumento no tempo de contribuição será desastroso. As mulheres serão ainda mais prejudicadas.
Ao igualar a idade de homens e mulheres para obter o benefício, o governo brasileiro ignora as condições reais que diferenciam os sexos na sociedade contemporânea.
Não queremos um país de miseráveis! Queremos vida digna para a trabalhadora em atividade e para a aposentada. Por tudo isso, pedimos a retirada definitiva da PEC 287 da pauta do Congresso Nacional e solicitamos a abertura de um debate nacional sobre a Previdência Social, para que qualquer alteração neste setor consiga atender às demandas da classe trabalhadora, que é o público afetado diretamente por esta política pública".
Marica, 25 de  abril de 2017.
Assinatura dos Delegados participantes da Pré Conferência Municipal da Saúde da Mulher e Conselheiros presente a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Maricá, no dia 18/05/2017, que aprovou a Moção.

Assinatura dos Delegados participantes da Pré Conferência Municipal da Saúde da Mulher e Conselheiros presente a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Maricá, no dia 18/05/2017, que aprovou a Moção.

Assinatura dos Delegados participantes da Pré Conferência Municipal da Saúde da Mulher e Conselheiros presente a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Maricá, no dia 18/05/2017, que aprovou a Moção.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Como estamos educando nossos meninos?

                                 Como estamos educando nossos meninos?



A Frente Popular das Mulheres de Maricá é um movimento apartidário onde existem mulheres de todas as classes e segmentos da sociedade tendo como um dos objetivos buscar respostas para algumas questões básicas que  envolvem a violência contra a mulher.
As agressões físicas e psicológicas são as principais formas de violência no próprio recinto familiar e por vezes não encontrando o devido respaldo dos familiares nem tal pouco da sociedade as estatísticas aumentam assustadoramente, 3 em cada 5 mulheres já sofreram violência em seus relacionamentos.
É hora de darmos um basta nesta situação e neste sentido 
 as mulheres de Maricá se unem na busca de um enfrentamento perante esta violência alarmante e nas reuniões, traçam metas a serem seguidas com possibilidades de resultados a curto, médio e até mesmo longo prazo. Dentre as questões debatidas estão um dos principais  pontos:
 "Como estamos criando e educando nossos meninos?" 
   Porque tanta violência doméstica?
   Se não começarmos agora que futuro teremos frente a diminuição destas estatísticas?
   Somente a Lei Maria da Penha esta alcançando este objetivo ou necessitamos de  alguns ajustes na própria Lei?
 As mulheres ao buscarem respaldo nesta Lei conseguem com facilidade registrar o BO na Delegacia?
Infelizmente a maior parte das mulheres encontram grande dificuldade em realizar a ocorrência e principalmente por falta de Delegadas e pessoal de apoio qualificado nas delegacias.  
Sabemos que as questões são inúmeras mas se não iniciarmos imediatamente quando começaremos?
Partindo de que o momento é agora profissionais que compõe a Frente Popular de Mulheres de Maricá estão ministrando palestras em escolas de ensino médio neste sentido.
E como a mulher de 2017 não esta mais apenas no âmbito do lar, ela estuda, trabalha, educa, grande parte sustenta seus filhos e também sendo maioria da população tem que estar atenta aos rumos que o Brasil deverá tomar.
A mulher de Marica sendo atuante e combativa aderiu participando do Movimento pelas Diretas Já no dia 13 de junho.  
Mulheres todas estão convidadas a participar de nossas reuniões as Segundas Feiras às 17:30 mm na Casa Digital no Centro de Maricá. 

    
"Do total de atendimentos realizados pelo Ligue 180 – a Central de Atendimento à Mulher no 1º semestre de 2016, 12,23% (67.962) corresponderam a relatos de violência. Entre esses relatos, 51,06% corresponderam à violência física; 31,10%, violência psicológica; 6,51%, violência moral; 4,86%, cárcere privado; 4,30%, violência sexual; 1,93%, violência patrimonial; e 0,24%, tráfico de pessoas.
http://www.compromissoeatitude.org.br/dados-e-estatisticas-sobre-violencia-contra-as-mulheres/


           

quarta-feira, 14 de junho de 2017

1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres 

1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres 

A Pré Conferência de Saúde da Mulher ocorreu em Maricá no
           dia 25 de abril de 2017 foi realizada a primeira etapa da
     Pré Conferência de Saúde da Mulher com o objetivo de propor diretrizes para a Política Regional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres.
     Na  PréCMSu foram eleitas as delegadas e os delegados que participarão da 1ª CRM2SMu, conforme a Resolução do CNS nº453/2012.

         Valéria Martins Quintal foi a representante do Conselho de Saúde de Niterói

   A 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres da Região Metropolina II, conforme a Resolução SES nº 1504 , de 08/03/2017, teve como objetivo propor diretrizes para às Políticas Públicas de Atenção Integral a Saúde das Mulheres. 
    A 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres teve como abrangência a Região Metropolitana II (Niterói, São Gonçalo, Maricá,  Silva Jardim, Tanguá, Itaboraí e Rio Bonito).

Na 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres  foi apresentada a seguinte proposta :

      Rede Regional de Saúde Integral da Mulher (criação de espaços atraindo principalmente o público alvo).

                         II Eixo >>>>Mundo do Trabalho na Saúde das Mulheres.

      O Capitalismo entra em crise e tende a se organizar numa nova forma de Capitalismo.

         Capitalismo Volátil >>> a forma de trabalhar em indústria não é mais importante para o investidor que prefere investir na bolsa de valores.

                        Crise da década de 30 - Bolsa de N.York.

Trabalho Flexível. Redução dos direitos trabalhistas empregatício se encaminha para a suspensão.

O trabalho atualmente se prepara o mercado de trabalho que se prepara para negociar o seu próprio salário.

                     Flexibilidade na organização do trabalho. 

Flexibilidade sexuada é a proposta dos homens de investimento na bolsa de valores e onde as mulheres terão papéis repetitivos e secundários. Helena Hirata. 


No mundo a população feminina é de 51,4% mas 30% das famílias são chefiadas por mulheres. 

Foi levantada a bandeira do combate a violência obstetrícia nos serviços de saúde sendo pauta de discussão nos Conselhos Municipais de Saúde (abuso da medicalização) e a humanização dos partos deveria ser uma Cadeira na formação acadêmica do profissional de Saúde. 

Violência sexual - o cuidar no serviço de saúde que se  estima que 527 000 mil pessoas tenham sofrido este tipo de violência.

O assédio moral no trabalho é outro agravante no desempenho das profissões do público feminino.

Outro assunto importante a ser debatido é a prática do aborto que se apresenta como o 5ª maior causa de mortes entre as mulheres resultando em crianças sem mães.

Ocorreu também o questionamento em relação as mulheres presidiárias.
Como são cuidadas?
Sendo que Niterói sediou a 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres e tem em sua cidade um presídio feminino.

Outro fator importante que prejudica a saúde das mulheres é o retorno venoso derivado do desempenho profissional das trabalhadoras nas fábricas de sardinha existentes em Niterói.

        OBS: A Primeira Conferência Nacional ocorreu há 30 anos e duas representantes da época estiverem presente na
1ª Conferência Regional das Mulheres da Região Metropolitana II e foram aplaudidas pelo público presentes no auditória da UFF. 

                                               Eixo II

                        1ª Conferência Regional das Mulheres da Região Metropolitana II

              " Saúde das Mulheres e os Desafios para a Integralidade com Equidade"

           Porque esta ocorrendo no ano de 2017 a 1ª Conferência Nacional de Saúde?

Pelos retrocessos sociais que estão acontecendo no presente momento mas no entanto nos últimos 13 anos tivemos muitos avanços sociais foram alcançados e atualmente todas as Políticas de Direito estão sendo suprimidas  principalmente as referentes a vida das mulheres.

Os recursos para a Saúde Pública além de suprimidas estão congeladas por 20 anos.

                            Como ficará a população sem o SUS?

O Município de  Tanguá atende 400 paciente/Dia. Como resolver esta questão sem verbas? 
                             Como enfrentar estas questões?

  Foi levantada a seguinte possibilidade de enfrentamento pelo público presente.   

                       "- Ir para a rua por nenhum Direito a menos".

             Saúde é Direito de Todos e Obrigação do Estado. 

                    O Núcleo Familiar deve ser valorizado.

                     Tem que se criar Rede de Proteção.

Uma das principais trincheira de enfrentamento contra o desmonte do Estado só existe uma brecha de saída.

                          "Irmos para a Rua".

        As propostas apresentadas e mais votadas pelos Delegados na 
    Pré Conferência de Saúde da Mulher de Maricá  foram levadas à
1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres e por sua vez                     as vencedoras serão levadas a
            1ª Conferência Estadual no Rio de Janeiro.
      Maricá foi brilhante conseguindo Vitórias nas propostas apresentadas aos Delegados que compunham a Região Metropolitana II. 
         Certamente nossos Delegados farão o possível na defesa de nossas propostas na 1ª Conferência Estadual no Rio de Janeiro para que possamos nos destacar e seguirmos vencedoras rumo a Conferência Nacional 
A etapa Regional ocorreu no dia 21 de maio de 2017 no Município de Niterói, Campos Gragoata - UFF -Faculdade de Economia - Bloco F

Texto: Maria Lopes de Andrade.
Acupunturista e Homeopata
Jornalista: Reg. Prof. Nº Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 -


terça-feira, 13 de junho de 2017

Homeopatia para terçol

                                      Homeopatia para terçol.

                          Staphisagria  em Glóbulos


Justificativa.

Staphisagria 
Nevralgia
Terçol
Terçol de Repetição
Calazio
Blefarite
Quistos Sebáceos nas pálpebras

O ideal é que tome esta Homeopatia pelo menos por 60 dias.

O Blog Maria Lopes e a Homeopatia Metafísica tem como objetivo apresentar a Homeopatia como uma das formas de complementação de outras técnicas utilizadas na área da Saúde, neste caso a Oftalmologia.
Não se auto medique e nem o medicamento que foi excelente para a sua vizinha certamente não será o indicado a seu caso. 
Em todos os modos de manifestação de um terçol o Oftalmologista deverá ser procurado imediatamente por haver a possibilidade de agravamento chegando ser necessário uma intervenção cirúrgica por vezes até mesmo a nível de centro cirúrgico. 
No aparecimento do terçol fique atento porque a época de simpatias da vovó já passou.
A prevenção é sempre o melhor momento de um tratamento.
Converse com o seu oftalmologista e procure maiores informações.
Por vezes perguntas simples podemos evitar gastos maiores e até o desconforto de um ato cirúrgico.
Dr. Se eu tiver um terçol tenho que vir ao consultório? 
Dr. O que é um Calazio?
Dr. Se eu tiver um terçol tenho que vir ao Hospital de olhos ou consultório?
Dr. O que é Blefarite?
Dr. Como uma pele oleosa pode ter alguma influência sobre a Blefarite?
São perguntinha simples mas de grande valor e que certamente o profissional deverá esclarecer sua dúvida e você prestará mais atenção ao perceber um terçol em seu familiar ou mesmo amigo.
Você estará fazendo o papel de um colaborador no sentido de termos um vida um pouco mais saudável.
O terçol deve ser tratado adequadamente para que se evite possíveis transtornos é melhor perder um tempinho na sala de espera do oftalmologista do que ficar alguns dias de repouso por não ter procurado o profissional na hora exata.
Se você for ao oftalmologista  procurando tratar um terçol e mesmo assim não melhorou,  em alguns casos existe a necessidade se haver um acompanhamento por parte do profissional por um tempo maior e mesmo assim em casos mais graves no final ter que haver um procedimento cirúrgico. 
Obs: Nos casos de terçol quantas vezes forem necessárias ir ao oftalmologista vá.
Ocorrem casos de haver necessidade do profissional observar a evolução do tratamento não significando que no final você possa ser informado que será encaminhado a um cirurgião de pálpebras e neste caso a avaliação e acompanhamento do profissional será importantíssimo para a possível cirurgia, portanto fique atento com saúde não se espera e nem se brinca. 
Imagem ilustrativa:
http://medifoco.com.br/wp-content/uploads/2012/04/hordéolo-terçol6.gif

Texto: Maria Lopes de Andrade.

Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 - RJ,Radialista, Parapsicóloga Clínica, Acupunturista,Reikiana Master, Homeopata Metafísica ( Coordenadora de Estagio do Curso de Extensão em Homeopatia da Faculdade Federal de Viçosa- MG/ Reg: Livro 10, Nº 21615,Folha 193 v).,Participei do CBO 2000 a convite do MTE.





terça-feira, 6 de junho de 2017

Fórum Popular Pelos Direitos da Criança e do Adolescente de Maricá / RJ

Certificado de Honra ao Mérito na VII Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Maricá Conferido a Maria Lopes de Andrade.



Maria Lopes de Andrade.
Acupunturista e Homeopata
Jornalista: Reg. Prof. Nº Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 -

Representei os Profissionais de Saúde de Maricá na 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres.


     A Pré Conferência de Saúde da Mulher ocorreu em Maricá no
           dia 25 de abril de 2017 foi realizada a primeira etapa da
     Pré Conferência de Saúde da Mulher com o objetivo de propor diretrizes para a Política Regional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres.
     Na  PréCMSu foram eleitas as delegadas e os delegados que participarão da 1ª CRM2SMu, conforme a Resolução do CNS nº453/2012.

         Valéria Martins Quintal foi a representante do Conselho de Saúde de Niterói

   A 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres da Região Metropolina II, conforme a Resolução SES nº 1504 , de 08/03/2017, teve como objetivo propor diretrizes para às Políticas Públicas de Atenção Integral a Saúde das Mulheres. 
    A 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres teve como abrangência a Região Metropolitana II (Niterói, São Gonçalo, Maricá,  Silva Jardim, Tanguá, Itaboraí e Rio Bonito).




   Na 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres  foi apresentada a seguinte proposta :

      Rede Regional de Saúde Integral da Mulher (criação de espaços atraindo principalmente o público alvo).

                         II Eixo >>>>Mundo do Trabalho na Saúde das Mulheres.

      O Capitalismo entra em crise e tende a se organizar numa nova forma de Capitalismo.

         Capitalismo Volátil >>> a forma de trabalhar em indústria não é mais importante para o investidor que prefere investir na bolsa de valores.

                        Crise da década de 30 - Bolsa de N.York.

Trabalho Flexível. Redução dos direitos trabalhistas empregatício se encaminha para a suspensão.

O trabalho atualmente se prepara o mercado de trabalho que se prepara para negociar o seu próprio salário.

                     Flexibilidade na organização do trabalho. 

Flexibilidade sexuada é a proposta dos homens de investimento na bolsa de valores e onde as mulheres terão papéis repetitivos e secundários. Helena Hirata. 


No mundo a população feminina é de 51,4% mas 30% das famílias são chefiadas por mulheres. 

Foi levantada a bandeira do combate a violência obstetrícia nos serviços de saúde sendo pauta de discussão nos Conselhos Municipais de Saúde (abuso da medicalização) e a humanização dos partos deveria ser uma Cadeira na formação acadêmica do profissional de Saúde. 

Violência sexual - o cuidar no serviço de saúde que se  estima que 527 000 mil pessoas tenham sofrido este tipo de violência.

O assédio moral no trabalho é outro agravante no desempenho das profissões do público feminino.

Outro assunto importante a ser debatido é a prática do aborto que se apresenta como o 5ª maior causa de mortes entre as mulheres resultando em crianças sem mães.

Ocorreu também o questionamento em relação as mulheres presidiárias.
Como são cuidadas?
Sendo que Niterói sediou a 1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres e tem em sua cidade um presídio feminino.

Outro fator importante que prejudica a saúde das mulheres é o retorno venoso derivado do desempenho profissional das trabalhadoras nas fábricas de sardinha existentes em Niterói.

        OBS: A Primeira Conferência Nacional ocorreu há 30 anos e duas representantes da época estiverem presente na
1ª Conferência Regional das Mulheres da Região Metropolitana II e foram aplaudidas pelo público presentes no auditória da UFF. 

                                               Eixo II

                        1ª Conferência Regional das Mulheres da Região Metropolitana II

              " Saúde das Mulheres e os Desafios para a Integralidade com Equidade"

           Porque esta ocorrendo no ano de 2017 a 1ª Conferência Nacional de Saúde?

Pelos retrocessos sociais que estão acontecendo no presente momento mas no entanto nos últimos 13 anos tivemos muitos avanços sociais foram alcançados e atualmente todas as Políticas de Direito estão sendo suprimidas  principalmente as referentes a vida das mulheres.

Os recursos para a Saúde Pública além de suprimidas estão congeladas por 20 anos.

                            Como ficará a população sem o SUS?

O Município de  Tanguá atende 400 paciente/Dia. Como resolver esta questão sem verbas? 
                             Como enfrentar estas questões?

  Foi levantada a seguinte possibilidade de enfrentamento pelo público presente.   

                       "- Ir para a rua por nenhum Direito a menos".

             Saúde é Direito de Todos e Obrigação do Estado. 

                    O Núcleo Familiar deve ser valorizado.

                     Tem que se criar Rede de Proteção.

Uma das principais trincheira de enfrentamento contra o desmonte do Estado só existe uma brecha de saída.

                          "Irmos para a Rua".

        As propostas apresentadas e mais votadas pelos Delegados na 
    Pré Conferência de Saúde da Mulher de Maricá  foram levadas à
1ª Conferência Regional de Saúde das Mulheres e por sua vez                     as vencedoras serão levadas a
            1ª Conferência Estadual no Rio de Janeiro.
      Maricá foi brilhante conseguindo Vitórias nas propostas apresentadas aos Delegados que compunham a Região Metropolitana II. 
         Certamente nossos Delegados farão o possível na defesa de nossas propostas na 1ª Conferência Estadual no Rio de Janeiro para que possamos nos destacar e seguirmos vencedoras rumo a Conferência Nacional 
A etapa Regional ocorreu no dia 21 de maio de 2017 no Município de Niterói, Campos Gragoata - UFF -Faculdade de Economia - Bloco F

Texto: Maria Lopes de Andrade.
Acupunturista e Homeopata
Jornalista: Reg. Prof. Nº Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 -

Barras de Access®


Barras de Acesso a Consciência

Barras de Access®


Por Bianca Vieira*
Muito se fala de como o sistema de crenças domina a nossa vida de forma positiva ou negativa. Pelo tipo de vida que uma pessoa leva, já podemos notar se ela possui crenças positivas ou negativas, de abundância ou escassez, de saúde ou de doença.
Quando temos conhecimento de que somos um campo eletromagnético que emana e atrai exatamente o que temos em nós (nossas crenças, verdades, julgamentos e conclusões), podemos alterá-las imediatamente de negativas para positivas e isso é totalmente possível, pois nosso campo eletromagnético é flexível.
Ou seja, podemos sim, limpar tudo que nos atrasa e reprogramar nossa vida de forma que venha a ser mais leve e fácil. De acordo com pesquisas, pelo menos 90% de comportamento humano é dirigido pelo nosso inconsciente.
Sabendo disso, é preciso buscar alguma ferramenta eficiente que auxilie na destruição dessas crenças limitantes e dos bloqueios gerados ao longo de nossa vida. A boa notícia é que a ferramenta de Barras de Access® tem feito isso de forma esplendorosa e rápida!

O QUE SÃO AS BARRAS DE ACCESS?

Barras de Access® é um processo quântico, inédito no Brasil, feito a partir de toques suaves em 32 pontos energéticos em torno da cabeça que armazenam toda corrente eletromagnética das sinapses neurais que criam os padrões comportamentais e reações programadas.
Cada ponto possui registros de milhares de informações limitantes que, por sua vez, impedem o funcionamento normal e facilitado que qualquer processo na vida deveria ter.
Quando um terapeuta ativa as barras, inicia-se a liberação destes registros, ajudando-nos a ver além dos padrões que usamos e dos problemas que passamos até então.
É como se dessemos um “delete” nos arquivos pesados.
Esse procedimento permite que haja mais espaço disponível para receber novas informações e criar algo completamente novo.
A terapia das Barras® tem atuado significativamente e ajudado milhares de pessoas em casos de ansiedade, depressão, emagrecimento, dores e limitações fisicas, toc, autismo, escassês, compulsões e na capacidade de deixar hábitos, colaborando para uma nova visão de vida de um modo geral e amplo.
Na pior das hipóteses você sentirá que recebeu a melhor massagem da sua vida. Na melhor das hipóteses toda a sua vida pode mudar para algo maior com total facilidade. Esta técnica amplia o processo de acesso a consciência, o que possibilita a quem recebe e a quem aplica a infinita possibilidade de viver na essência, com muito mais leveza, alegria e glória!
Esta é uma terapia quântica com comprovação de sua eficácia pela neurociência

domingo, 14 de maio de 2017

Pré Conferência de Saúde da Mulher em Maricá

Em Maricá no dia 25 de abril de 2017 foi realizada a primeira etapa da Pré Conferência de Saúde da Mulher,com o objetivo de propor diretrizes para a Política Regional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres.
Na  PréCMSu foram eleitas as delegadas e os delegados que participarão da 1ª CRM2SMu, conforme a Resolução do CNS nº453/2012.

O tema central da Conferência foi "Saúde das Mulheres": Desafios para a Integralidade com Equidade" desenvolvidos a partir de um eixo principal e em eixos temáticos.

Nos eixos temáticos debatidos foram:
1- O papel do Estado no desenvolvimento socieconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres.
2- O mundo do trabalho e suas consequências na vida e saúde das mulheres
3- Vulnerabilidade e equidade na vida e na saúde e vida das mulheres.
4- Políticas públicas para as mulheres e a participação social.

As propostas debatidas após votação nortearão ações para uma implementação ou reformulação da Política Municipal de Atenção à Saúde de Maricá.

A PréCMSMu foi presidida pela Presidente do Conselho Municipal de Saúde com Coordenação Geral da Secretaria Geral do CMS e Coordenação Geral da Coordenadora da Comissão da PréCMSMu. Na Comissão Organizadora a Conselheira Cristiane Dutra.

A PréCMSMu contou com os seguintes participantes:
Representades de ONGS, Entidades Públicas, Privadas e Filantrópicas, Associações, Usuários do SUS Municipal (Conselheiro Sérgio Henrique Vieira Campelo representando também Sociedade Pestalozzi de Maricá), Conselhos de Classe, Universidades, Gestores, Sindicatos e toda a população em geral dos mais diversos segmentos, com a finalidade de enviar 30 Delegadas (os) eleitas (os) para a 1ª CRM2SMu com direito a voz e voto.

As mulheres em seus locais de trabalho encontram dificuldade em galgar cargos de chefias pela imposição dos machistas e muitas acabam desenvolvendo doenças com as respectivas complicações.
Nós mulheres temos que nos dar o direito  de termos o nosso momento de lazer, tomar um café com uma amiga ou mesmo assistir um filme que esteja em cartaz isto poderá ser uma das opções de mantermos o nosso bem estar e saúde.
Delegada nas temáticas do Eixo 2, Maria Lopes de Andrade participou como  representante dos Portadores de Deficiência por ser portadora de patologia degenerativa oftálmica.
 
                         Desafio para a integralidade com equidade
Eixo ll - O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres.

1) Refletir sobre a condição de inserção das mulheres no mundo do trabalho e suas implicações na condição de vida e de saúde.
- Acessibilidade a mulheres deficientes/portadores de necessidades especiais.
- Criação de infraestrutura como ponto de apoio às necessidades trabalhistas da Mulher.

2) Que ações possibilitam a promoção da saúde das mulheres no campo e na cidade, considerando as dimensões de raça e etnia, orientação sexual, identidade de gênero e geração?
Ampliar Meios de Transportes Gratuitos.
Criar Unidade Móvel de Atendimento para locais de difícil acesso.
Melhorar os servições de Atenção Básica através de campanhas educativas e ações preventivas.

3) Como o serviços de saúde podem contribuir para reduzir o adoecimento relacionado ao trabalho, que afeta a saúde das mulheres?
- Ampliação do Programa de Saúde do Trabalhador com profissionais especialistas
- Aproximar as Secretarias de Saúde e Educação para parcerias de ações educativas em saúde.
- Mudança na Legislação Trabalhista
- Criação de Programa de Saúde na escola
- Implementação de DEAM -Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher.

Maricá, 14 de maio de 2017.
Redação - Maria Lopes

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Homeopatia contra a dengue, zika e chicungunha. Cuide-se.


Homeopatia contra a dengue, zika e chicungunha. Cuide-se.



Por favor compartilhem


Recebi estas indicações homeopáticas via WatsApp, contra a dengue, zika e chicungunha, esta sendo distribuída pela Casa do Caminho de Macaé. 







Estas fórmulas tendem a aumentar a imunidade de nosso organismo. 
Em caso de suspeita de  contaminação procure imediatamente a 
Unidade de Saúde mais próxima de sua residência.


Casa do Caminho de Macaé

A Casa do Caminho é uma ONG kardecista sem fins lucrativos que promove ações de assistência social a comunidades carentes de Macaé, RJ

Rua do Caminho 500


Email: casa@casadocaminhomacae.org.br 

Macaé - RJ  CEP 27917000

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Tire uma cópia e leve a uma Farmácia Homeopática mais perto de sua casa. 

Não acredite que o mosquito irá transtornar somente o seu vizinho. 

Previna-se. 

Em caso de dúvidas procure um Homeopata próximo a sua residência. 

Porque os responsáveis pela Saúde considerada oficial não divulga os sucessos da Ciência da Homeopatia, estará você se perguntando. 

Por tratar-se de um medicamento barato e não interessar aos grandes laboratórios"

Maria Lopes de Andrade. Terapeuta Homeopata pela Universidade Federal de Viçosa- MG/ Reg: Livro 10, Nº 21615,Folha 193